Com uma potência combinada de 1500 cv, o supercarro terá uma edição limitada a 80 exemplares.

A Koenigsegg apresentou o seu novo topo de gama no Salão de Genebra. Com mais de 1500 cv e mais de 2000 Nm de binário, o Regera (“reino” em sueco) é o híbrido plug-in mais potente da atualidade. O supercarro sueco conta com os préstimos do motor V8 5.0 biturbo com 1100 cv e 1250 Nm utilizado no One:1, que funcionam em conjunto com três blocos elétricos (alimentados por um conjunto de baterias com 9.27 kWh (620 volt) de potência e 115 kg, arrefecido a líquido) responsáveis por 700 cv e 900 Nm adicionais. A força descendente é de 450 kg a 249 km/h, contando com o auxílio de uma asa traseira operada hidraulicamente.

Uma das particularidades do Regera é que não funciona com uma caixa de velocidades convencional, com o motor a combustão a ser responsável pela propulsão direta do eixo traseiro com uma única relação. Além de dois motores elétricos (com 240 cv cada) colocados nas rodas traseiras, no sistema criado por Christian von Koenigsegg, o Koenigsegg Direct Drive (KDD), a função da caixa de velocidades, até determinados regimes (providenciando o máximo de binário e tendo a função de motor de arranque), é assegurada por um terceiro (e mais pequeno, com 214 cv) bloco elétrico posicionado no veio de transmissão. Com este método, a perda de energia é reduzida até 50% comparativamente com as transmissões convencionais. Com 1420 kg em seco, este modelo de tração traseira anuncia ser capaz de acelerar de 0 a 400 km/h abaixo dos 20 segundos. Este KDD acrescenta 88 kg ao peso final.

O Regera tem jantes em carbono de medida 19 à frente 20 polegadas atrás, além de travões carbocerâmicos. O fabricante sueco afirma que este modelo não se destina para pista, sendo sobretudo o megacarro de luxo, com bancos elétricos e melhor isolamento sonoro que o Agera RS (também apresentado em Genebra). Tem um sistema de escape da Akrapovic. Quer a asa quer o escape podem ser controlados por smartphone. Feita manualmente, cada unidade do Regera custa 1,7 milhões de euros.

 

Assine Já

Edição nº 1460
Já nas bancas

Digital Papel

Top

Os mais recentes